8 de fev de 2011

ALGBT-GO oficializa parceria com Ministério Público de Goiás


O presidente da ALGBT-GO, Léo Mendes (D) e o promotor público Humberto Puccinelli (E)
oficializaram parceria importante entre a ALGBT-GO e o Ministério Público de Goiás.

O presidente da Aliança LGBT do Estado de Goiás (ALGBT-GO), Léo Mendes, e o Secretário de Juventudes da organização, Odílio Torres reuniram-se nesta terça-feira, 8, com o promotor de Justiça, Humberto Luiz Puccinelli, que também é o coordenador do novo CAOCID - Centro de Apoio Operacional da Cidadania, do Idoso e da Pessoa com Deficiência. A audiência aconteceu na sede do Ministério Público de Goiás (MP-GO).
Léo Mendes fez um balanço da política LGBT no Estado, ressaltando que, com muita luta, foi construída na gestão passada a I Conferencia Estadual LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais), também o Conselho Estadual LGBT, que está inoperante; e também o plano estadual LGBT. Mendes ainda citou uma antiga reivindicação da Associação Goiana de Gays, Lésbicas e Transgêneros (AGLT), e assumida pelo governo anterior, a garantia do uso do nome social para travestis e transexuais, O presidente da ALGBT-GO solicitou ao Ministério Público de Goiás que convoque a Secretaria da Mulher e da Igualdade (Semira) para verificar quais ações da 1ª. Conferencia Estadual LGBT, realizada em 2008, foram realizadas.
Léo Mendes comunicou ao promotor Humberto Puccinelli que solicitou à atual secretária da Mulher (Semira), Glaucia Teodoro, a criação da Coordenadoria Estadual LGBT. Mendes ressaltou que, em 2011, além da prioridade de implantação dos Grupos de Trabalhos (GTs) estaduais de Segurança Pública, Educação e Saúde, também serão direcionadas ações para a 2ª. Marcha Nacional Contra a Homofobia, a 2ª. Conferencia Estadual e 2ª. Conferência Nacional LGBT, e também para o 4º Congresso da ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais), marcada para os meses de outubro e novembro, em Belo Horizonte (MG).
Puccinelli formalizou um Termo de Parceria com a ALGBT-GO, ressaltando ser de alta importância ter uma entidade como a ALGBT-GO, que agrega organizações LGBT das cidades de Goiânia, Rio Verde, Senador Canedo, Trindade, Caldas Novas, Itumbiara, Jataí, Anápolis e Catalão. O promotor disse ainda que a Coordenadoria do MP-GO irá convocar a Presidência do Conselho Estadual LGBT de Goiás para que preste contas referentes às ações já realizadas do Plano Estadual LGBT e também informe oficialmente o que o Conselho LGBT goiano vem realizando no Estado.
Por fim, Léo Mendes ressaltou que a intenção da ALGBT-GO é realizar advocacy diretamente com os órgãos públicos, principalmente em razão de não reconhecer como legítima a eleição da Mesa Diretora do Conselho Estadual LGBT de Goiás que, atualmente, é dirigido por uma servidora pública comissionada que está ocupando a vaga de presidente como se fosse uma representante da sociedade civil não-governamental.
A audiência foi encerrada com o compromisso do agendamento de uma nova reunião para discutir as prioridades para 2011 de interesse da população LGBT goiana nas áreas de segurança pública, educação e saúde, além das conferências estadual e nacional LGBT, a 2ª. Marcha Nacional LGBT Contra a Homofobia e o 4º Congresso da ABGLT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário