2 de out de 2010

Diretores da ALGBT-GO são selecionados para seminário no RJ

A presidente do Grupo de Lésbicas de Goiás (GLG) e secretária da Mulher da Aliança LGBT do Estado de Goiás (ALGBT-GO), Rita de Cássia Araújo, e o presidente da Associação por Cidadania e Direitos Humanos LGBT de Rio Verde/GO (ACDHRio) e secretário de Comunicação da ALGBT-GO, Terry Marcos Dourado, que também é bacharel em Direito, jornalista e radialista, foram selecionados para representar o Estado de Goiás no II Seminário Nacional de Segurança Pública LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais), que será realizado de 7 a 11 de novembro, na cidade do Rio de Janeiro.
Promovido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) em parceria com a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (AGBLT), o seminário vai ter como parte de sua programação o I Encontro Nacional de Operadores da Segurança Pública LGBT. A Senasp selecionou, pelo critério de pontuação, um servidor público LGBT da área de Segurança Pública de cada um dos 27 Estados do Brasil para participar do encontro; e um representante de organizações não-governamentais (ONGs) LGBT por Estado, para o seminário.
Com o slogan “Pela Defesa da Dignidade Humana”, o encontro tem como objetivo avaliar a implementação das propostas do primeiro seminário, realizado em abril de 2007. Além disso, será divulgada também a produção cultural na luta contra a homofobia. No mesmo evento, pretende-se realizar ainda um encontro da comunidade LGBT com policiais estaduais para discutir a relação polícia x LGBT.
Nesta sexta-feira, 1º de outubro, o coordenador do processo de seleção, o goiano Léo Mendes, diretor executivo da ABGLT, divulgou a lista dos contemplados com bolsas integrais (passagens aéreas, alimentação e hospedagem) para representantes de ONGs do gênero masculino. A lista dos contemplados também menciona a pontuação de cada representante selecionado. Já Yone Lindgreen, divulgou a lista das contempladas do sexo feminino.
A lisura, a transparência, a ética, a isenção e a imparcialidade com que o membro do GT Senasp, Léo Mendes, atuou na coordenação do processo seletivo, e um dos membros da coordenação-geral do evento, rendeu muitos elogios ao ativista LGBT goiano.

Um comentário:

  1. OLHA EU CONHEÇO RITA DE CÁSSIA A PRESIDENTE DO GLG E SEI QUE DAS VARIAS LUTAS SOCIAIS QUE RITA ENTROU SEMPRE CONSEGUIUSER OUVIDA POR TODOS AFINAL ESTA MULHER TRANSFORMOU A REALIDADE TRISTE QUE TINHAMOS AQUI ,(ERA O TRÁFICO TOMANDO CONTA DE TUDO E ELA COM SEUS PROJETOS SOCIAIS LEVOU OS NOSSOS JOVENS PARA O ESPORTE E PARA AS OFICINAS DE CURSOS NOS MORADORES DO SETOR PEDRO LUDOVICO A TEMOS EM MAIS ALTA ESTIMA,OBRIGADO RITA POR VC SER A PESSOA QUE É . SILVANA

    ResponderExcluir